terça-feira, 31 de dezembro de 2013

FÉ, UNIÃO, PROTEÇÃO E ESPERANÇA - BEM VINDO 2014!!!!!!!

ano de 2014 será regido pelo planeta Júpiter e pelos orixás Xangô, considerado o rei do Keto e Iansã . Um ano que favorecerá a justiça e a boa conduta.
Para muitos , a virada do ano é um momento de reflexão e renovação, a hora de deixar pra trás o ano velho na esperança de dias melhores. Hora de avaliar perdas, traçar novas metas juntamente ao ano novo que se inicia.
O dia primeiro de Janeiro cairá numa quarta-feira, correspondendo a estes dois orixás. Lua nova
Será também o ano do Cavalo no horóscopo chinês, um ano bom para quase tudo, menos para quem praticar o mal ou tentar prejudicar o seu semelhante. Muitas lutas e disputas estão previstas. Mas também um ano muito bom para uniões e casamentosrealizações profissionais mas com batalhas. Pois estes dois orixás unidos, são guerreiros e impetuosos.
A justiça será cumprida, nada passará despercebido, é um ano que exigirá a boa conduta, pois Xangô é o grande justiceiro e cobrará de todos obrigações e deveres.
Um ano que os preconceitos se libertarão, hora de deixar pra trás velhos hábitos e julgamentos. A independência e a luta pelos seus .ideias estarão mais em foco.
RELAÇÃO DOS ORIXÁS
A relação entre Iansã e Xangô é a mais completa e apaixonada no âmbito homem – mulher. Pois Iansã jamais trairia Xangô ou o abandonaria nas situações mais adversas. Iansã é incapaz de trair covardemente qualquer um. Aqui estamos na presença de um casal apaixonado, um amor companheiro, sexual, e solidário. Iansã não aceita ordem de ninguém, nem mesmo de Xangô, mas no fundo se permite acatar o que Xangô determina, este implacável orixá por sua vez perdoa o que Oyá faz. Iansã – Este nome foi dado por Xangô a esta orixá oque significa – Mâe do céu rosado, ou Mãe do entardecer
Amuleto da sorte
Olho grego, que protege contra a inveja e o trevo de quatro folhas, que simboliza sorte e fortuna. Pular ondinhas, guardar uma folha de louro na carteira e varrer a casa do fundo para a entrada são todos meios de dar um empurrãozinho na sorte e garantir um ano mais próspero.
Comidas de Ano-Novo
Lentilha, romã, uva e carne de porco são alguns dos alimentos que devem ser consumidos no último dia do ano; Atrai prosperidade, sorte, fartura crescimento e dinheiro no bolso nos próximos 12 meses.
Cores da sorte
A cor ideal para a virada de 2013 para 2014 será violeta( roxo, lilás), cores referentes a espiritualidade. Esta cor aumenta a auto- estima, ajuda a manter o foco nos objetivos, é a cor da divindade. Cor do raio de Saint Germain , 7 raios. Aclama, trazendo o equilíbrio e a paz de espirito. Mas podemos também utilizar outras tonalidades que compõe esta virada. Segue abaixo as dicas!
Branco – O branco significa paz , harmonia , considerada como a cor para as festividades de fim de ano.
Vermelho – Esta cor tem como significado o amor, a paixão, a sedução , diretamente a pessoas em busca de um grande amor.
Azul – Uma cor que transmite serenidade , harmonização entre amigos e familiares , segurança e tranquilidade.
Laranja – Esta cor laranja simboliza energia, aconselhada para pessoas que queiram mudar de estilo de vida, praticando mais esportes.
É a cor que ativa energização.


Rosa – O rosa significa carinho, afeto entre casais , esta cor proporciona o equilíbrio na relação afetiva , familiar e também no trabalho.
Amarelo - A cor amarela está relacionada ao dinheiro , riqueza e sabedoria durante todo o ano. O amarelo ajuda também a estimular a intuição.
( Fonte: site/enjoyrio/ Tati Lima)

RELIGIÕES


Embora a maioria das pessoas comemore a virada do ano entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, há religiões que celebram a passagem em outros meses e a contagem dos anos está muito além do calendário gregoriano, usado pelos católicos. 


No Catolicismo, do dia 31 para o dia 1º do outro ano, a Igreja Católica promove a solenidade da Santa Mãe de Deus. Nesta ocasião, os católicos vestem, preferencialmente, roupas brancas, que representam festividade e paz. 

Em geral, há o costume de reunir as famílias para festejar a passagem do ano com um “olhar de esperança” e desejo de que o Ano Novo seja de abundância, graça e benção. 

 Os budistas, por exemplo, calculam que estamos no ano  2600. Para eles, o dia mais importante do ano é o Vesak, que representa o nascimento, iluminação e morte do Buda. De acordo com algumas tradições, o Vesak oferece aos budistas uma oportunidade para refletir sobre a vida e os ensinamentos do Buda. As pessoas que seguem a religião podem até se confraternizar, mas não há nenhum ritual ensinado na doutrina de Buda. 

Para os judeus, o ano atual é de 5772. A virada é celebrada no Rosh Hashaná, que é um dos feriados mais importantes para cultura judaica e vem acompanhado do Yom Kipur, comemorado 10 dias depois.


O islã utiliza o calendário islâmico, que é baseado no sistema lunar e possui 354 dias, 11 dias a menos que o calendário gregoriano. A data do novo ano varia a cada ano e em 2011 no calendário ocidental, foi comemorado o ano de 1432 no calendário islã. 

No Candomblé, as celebrações de Ano Novo dependem muito das especificidades de cada terreiros. Os mais próximos do catolicismo, são sincréticos e por isso têm maior quantidade de rituais. Os tradicionais, ligados às culturas africanas, não comemoram o Ano Novo. 

Nos terreiros sincréticos, os praticantes fazem oferendas aos orixás e homenageiam Iemanjá para garantir prosperidade. As roupas são, preferencialmente, brancas, assim como em todos os outros rituais. 


( Fonte: blog dalvaamaral e folha online)
Assim, apesar dessa diversidade e independente da crença, o importante é que todos nós tenhamos uma grande fé e amor em nossos corações durante todos os anos, dias, horas e minutos, ajudando cada vez mais na regeneração desse mundo de uma forma mais harmônica e com muita paz.

Feliz 2014 !!!!
Deixamos para todos vocês nossos votos de agradecimento e uma mensagem de André Luiz!

Resolução para o Ano Novo

Afora tu mesmo, ninguém te decide o destino...

Somos tangidos por fatos e problemas a exigirem a manifestação de nossa vontade em todas as circunstâncias. 

Muito embora disponhamos de recursos infinitos de escolha para assumir gesto determinado ou desenvolver certa ação, invariavelmente, estamos constrangidos a optar por um só caminho, de cada vez, para expressar os desígnios pessoais na construção do destino.

Conquanto possamos caminhar mil léguas, somente progredimos em substância avançando passo a passo.

Daí, a importância da existência terrena, temporária e limitada em muitos ângulos porém rica e promissora quanto aos ensejos que nos faculta para automatizar o bem, no campo de nós mesmos, mediante a possibilidade de sermos bons para os outros.

Decisão é necessidade permanente.

Nossa vontade não pode ser multipartida.

Idéia, verbo e atitude exprimem resoluções de nossas almas, a frutificarem bênçãos de alegria ou lições de reajuste no próprio íntimo.

Vacilação é sintoma de fraqueza moral, tanto quanto desânimo é sinal de doença.

Certeza no bem denuncia felicidade real e confiança de hoje indica serenidade futura.

Progresso é fruto de escolha.

Não há nobre desincumbência com flexibilidade de intenção.

Afora tu mesmo, ninguém te decide o destino...

Se a eventualidade da sementeira é infinita, a fatalidade da colheita é inalienável.

Guardas contigo tesouros de experiências acumulados em milênios de luta que podem crescer, aqui e agora, a critério do teu alvitre.

Recorda que o berço de teu espírito fulge longe da existência terrestre.

O objetivo da perfeição é inevitável benção de Deus e a perenidade da vida constitui o prazo de nosso burilamento, entretanto, o minuto que vives é o veículo da oportunidade para a seleção de valores, obedecendo a horário certo e revelando condições próprias, no ilimitado caminho da evolução. [Decisão, E - Cap. XXIV - Item 15]

Afora tu mesmo, ninguém te decide o destino...


Autor: André Luiz
Psicografia de Francisco Cândido Xavier. Da obra: Opinião Espírita